Mídia alternativa do Rio de Janeiro recebe homenagem da Câmara Municipal

Publicado em 17/06/2013 - 15h23 | Atualizado em 17/06/2013 - 15h59

Nilton Viana recebe homenagem e critica monopólio da mídia (foto: Pablo Vergara)

A entrega da medalha Pedro Ernesto pelos 10 anos do jornal Brasil de Fato foi realizada em clima de festa na sexta-feira (17). O evento encheu o auditório da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) no Centro do Rio de Janeiro para homenagear também, com menções honrosas, 27 veículos de comunicação alternativa, ativistas e coletivos com sede no Rio, entre eles, a Agência Pulsar.

O Boletim do MST – Rio, o Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC) e a Revista Vírus Planetário foram outros meios lembrados. A homenagem também foi entregue a veículos produzidos em favelas da cidade, que valorizam a visão de seus moradores, como o Portal da Cidade de Deus e o Jornal O Cidadão, que tem sede na Maré.

O rapper Fiel, que recebeu a Menção em nome da Rádio Comunitária Santa Marta, destacou a criminalização do movimento. Depois do fechamento da emissora pela Anatel e Polícia Federal ele foi “preso e processado como marginal”. Recentemente, recebeu em sua casa uma multa de mais de 4 mil reais por exercer o direito à comunicação por meio da rádio.

A iniciativa de premiação foi do vereador Renato Cinco (PSOL). Ele comentou sobre a desigualdade social no cenário de concentração da mídia. Para mudar a situação, além da produção de conteúdos em jornais, rádios comunitárias e sites na internet o vereador lembrou que é preciso mudar a lei. Por isso, incentivou a campanha para recolhimento de assinaturas para o Projeto de Lei de Iniciativa Popular da comunicação social eletrônica.

Nilton Viana, editor do Jornal Brasil de Fato, foi um dos dez homens que compuseram a mesa do evento, ao lado de uma única mulher, Cláudia Santiago, do NPC. A imagem comunicava a desigualdade de gênero, um dos enormes desafios da atualidade para dar voz de modo democrático aos setores mais explorados e oprimidos do Brasil e do mundo. Viana destacou que além do monopólio da mídia eletrônica o país vive um situação de monopólio das distribuidoras de jornais e revistas. (pulsar)

Ouça os áudios:

Nilton Viana, editor chefe do jornal Brasil de Fato, fala sobre o controle da mídia comercial sobre a distribuição de jornais e revistas no país.

Nilton Viana fala sobre a difícil sustentabilidade da mídia alternativa no Brasil.

Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*