10 de mar2017

No interior do Ceará, mulheres se mobilizam por direitos e contra a Reforma da Previdência

por deniseviola
Mulheres realizam ato no Ceará pelo 8 de março (foto: reprodução)

Mulheres realizam ato no Ceará pelo 8 de março (foto: reprodução)

Na última quarta-feira (8), foram muitas as mobilizações pelo Brasil e pelo mundo para lembrar o Dia Internacional da Mulher. Nas grandes capitais ou no interior, as mulheres foram para as ruas por seus direitos. Na região do Cariri, no sul do Ceará, mais de 500 mulheres participaram do dia de luta na cidade do Crato.

De acordo com Célia Rodrigues, comunicadora de gênero e integrante da Rede de Mulheres da Associação Mundial de Rádios Comunitárias (AMARC) e da Frente de Mulheres de Movimentos do Cariri, a principal reivindicação do ato foi contra a Reforma da Previdência, que, se aprovada, vai prejudicar sobretudo as mulheres trabalhadoras.

A mobilização foi organizada pela Frente de Mulheres de Movimentos do Cariri, que reúne mulheres das mais diversas origens. O calendário de atividades está previsto para todo o mês, chamado de março lilás, e o encerramento será no dia 31 com uma aula pública da professora Rivânia Moura, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, sobre a Reforma da Previdência. (pulsar)

*Acesse a matéria com os áudios aqui

26 de jul2016

Bingo que sorteava mulher é fechado no Ceará

por deniseviola
(foto: divulgação)

(foto: divulgação)

Um cartaz de um bingo dançante que anunciava como prêmio uma garota e uma caixa de cerveja causou indignação às frentes de mulheres articuladas do Cariri – Região Centro Sul do Ceará. O evento aconteceria numa chácara, na cidade de Barbalha, em uma casa dirigida por exploradores da prostituição.

A primeira denúncia pública foi feita a partir do rádio, por Célia Rodrigues (Rede Mulheres Amarc/Brasil), produtora e apresentadora do Quadro Sexo Verbal, de orientação sexual comportamental. O quadro é veiculado pela Rádio Vale FM, em Juazeiro do Norte. A repercussão foi tamanha, que ouvintes prestaram informações detalhadas sobre o bordel de luxo, que existia naquele local.

Logo em seguida, as articulações feministas compartilharam o cartaz nos grupos do whatsapp, e a denúncia ganhou as redes sociais.

A Comissão da Mulher Advogada (OAB), Conselhos e Centro Regional de Referência da Mulher, junto à Coordenação de Políticas para as Mulheres do Ceará, denunciaram ao Ministério Público, que prontamente compareceu ao local. Acompanhados da polícia, fecharam a casa e proibiram a realização do bingo dançante.

As garotas que lá se encontravam prestaram depoimentos, e esclareceram que recebiam uma parte do dinheiro arrecadado, que era dividido com a dona do bordel. O inquérito foi aberto no início de julho e aguarda-se uma decisão da justiça para punir todos os culpados (as).

As mulheres caririenses estão sempre alertas, para coibir qualquer tipo de violência, inclusive contra as garotas de programa, tratadas como objeto, e, neste caso, com seu valor equiparado a uma caixa de cerveja. Elas querem dar um basta à coisificação da mulher e lembram que incitar à prostituição é crime!

*Célia Rodrigues